Mediação
Conciliação
Técnica
Cuidado com as pessoas
Visão Estratégica
Planejamento
O Escritório Pretto, Ribeiro do Vale Advogados oferece aos clientes um trabalho diferenciado, primando pelo atendimento personalizado, pautado por maior sensibilidade e pelo cuidado com as pessoas.
DIREITO DAS FAMÍLIAS E SUCESSÕES
Planejamento Pessoal e Familiar. Mediação. Defesa em ações judiciais ligadas ao Direito das Famílias. Planejamento Sucessório: redação de testamentos; alocação de patrimônio entre herdeiros; assessoramento em partilhas judiciais e/ou extrajudiciais. Defesa em ações judiciais relativas a questões sucessórias.
DIREITO CONTRATUAL E SOCIETÁRIO
Redação de disposições contratuais. Contratos civis e empresariais. Contratos de consumo. Constituição de sociedades e organização societária. Prevenção de litígios societários. Planejamento Sucessório Empresarial.
Últimas notícias
9
Fev
Data-base para apuração dos haveres no caso de dissolução parcial de sociedade e o CPC/2015

Data-base para apuração dos haveres no caso de dissolução parcial de sociedade e o CPC/2015 Cristiano Pretto O Código de Processo Civil de 2015 fez previsões acerca da denominada “Ação de Dissolução Parcial de Sociedade” (arts. 599 ss.) e no art. 605 dispôs que “a data da resolução da sociedade será: no caso de falecimento do sócio, a do óbito; na retirada imotivada, o sexagé...

30
Set
O reconhecimento da multiparentalidade pelo Supremo Tribunal Federal

O reconhecimento da multiparentalidade pelo Supremo Tribunal Federal Cristiano Pretto O tema de Repercussão Geral n. 622 no âmbito do Supremo Tribunal Federal (o paradigma é RE 898.060/SC) estava assim identificado: “prevalência da paternidade socioafetiva em detrimento da paternidade biológica”. Sobre o assunto, em 22 de setembro de 2016, o Plenário do Supremo Tribunal Fede...

17
Jun
Novo Código de Processo Civil: legitimidade para requerer a abertura de inventário

Novo Código de Processo Civil: legitimidade para requerer a abertura de inventário Cristiano Pretto Conforme art. 611, do CPC/2015, o processo de inventário e partilha deve ser instaurado no prazo de 02 (dois) meses a contar da abertura da sucessão (morte). A legitimidade para requerer a abertura de inventário, no Código de Processo Civil revogado, era de quem “estivesse na ...

Area para clientes:
Entre em contato conosco, cadastre-se e acesse nosso sistema de Acompanhamento Processual.